Desenvolvendo Equipes de Excelência: A Sintonia entre Soft Skills e Hard Skills na Governança de Dados

atendimento de excelência - habilidades de trabalho em equipe

 

No palco dinâmico do mundo corporativo, a busca por talentos frequentemente se assemelha à montagem de um time de elite.

Como olheiros em busca de um craque, recrutadores muitas vezes se deixam deslumbrar pela habilidade técnica reluzente de um candidato, negligenciando às vezes aspectos fundamentais para o sucesso da equipe. É como contratar um atleta muito habilidoso, mas individualista, cujo o impacto vai muito além dos seus feitos dentro do campo.

No entanto, assim como no universo esportivo, onde a falta de habilidades comportamentais pode minar a coesão e o desempenho da equipe, no contexto empresarial, profissionais carentes de soft skills podem limitar o potencial de crescimento e adaptação de uma empresa.

Origem e Definição das Softs Skills:

  • Evolução das Competências Humanas: Desde os primórdios da civilização, habilidades como comunicação, empatia e liderança fizeram toda a diferença para que o sucesso coletivo acontecesse. A capacidade de se comunicar eficazmente com os outros membros do grupo, entender suas necessidades, colaborar em atividades e resolver conflitos foram essenciais para a coesão social e a prosperidade comunitária.

Com o passar do tempo e o desenvolvimento da sociedade, essas habilidades evoluíram e se tornaram ainda mais relevantes. À medida que as comunidades se tornaram mais complexas e interligadas, a capacidade de entender e lidar com diferentes perspectivas, trabalhar em equipe, resolver problemas de forma criativa e adaptar-se a novas situações se tornaram cada vez mais valorizada.

  • Definição de Soft Skills: As soft skills, referem-se às competências não técnicas e interpessoais que influenciam a maneira como uma pessoa interage e se relaciona com os outros no ambiente de trabalho e que influenciam a maneira como uma pessoa interage e se relaciona com os outros no ambiente de trabalho.

Elas incluem habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, resolução de problemas, pensamento crítico, criatividade, adaptabilidade, empatia, liderança, entre outras.

Importância das Soft Skills

  • Construção de Equipes Eficientes: As soft skills são essenciais para a formação de equipes coesas e eficazes. Habilidades como comunicação, colaboração, empatia e resolução de conflitos como já mencionamos anteriormente, são necessárias para criar um ambiente de trabalho harmonioso e produtivo.
  • Liderança Eficaz: Líderes com fortes habilidades interpessoais são capazes de inspirar e motivar suas equipes, promovendo um ambiente onde os membros se sintam valorizados e engajados.

A capacidade de ouvir ativamente e se comunicar claramente e demonstrar empatia, é fundamental para liderar com sucesso.

  • Inovação e Criatividade: Soft Skills como pensamento crítico, resolução de problemas e flexibilidade mental são indispensáveis para promover a inovação e a criatividade dentro de uma organização.

Indivíduos que possuem essas habilidades são capazes de pensar fora da caixa, encontrar soluções para desafios complexos e adaptar-se rapidamente as novas situações.

  • Melhor Atendimento ao Cliente: Habilidades interpessoais são especialmente importantes em funções que envolvem interação direta com cliente. A capacidade de se comunicar e entender as necessidades dos clientes, tornam-se diferenciais quando a empatia se destaca. Resolver um problema, entender as dores do cliente ou agir de forma rápida pode fazer toda a diferença na entrega de um serviço satisfatório e excepcional.
  • Criação de uma Cultura Organizacional Positiva: Além de todos os benefícios já mencionados, as soft skills desempenham um papel fundamental na promoção de uma cultura organizacional positiva. Líderes e colaboradores que demonstram respeito, colaboração e empatia contribuem para um ambiente saudável e inspirador, onde todos se sentem valorizados e motivados a alcançar seus objetivos.

 

Origem e definição das Hard Skills

 

O termo “hard skills” surgiu como um contraponto às “soft skills”, que são habilidades interpessoais e não técnicas. A distinção entre as duas categorias de habilidades ganhou destaque à medida que o ambiente de trabalho passou por mudanças, destacando a importância não apenas das habilidades técnicas, mas também das habilidades sociais e emocionais para o sucesso profissional.

 

Ou seja, as hard skills são habilidades técnicas específicas adquiridas por meio de educação formal, treinamento e experiência prática, e são essenciais para a realização de tarefas específicas em uma determinada área profissional ou disciplina acadêmica. Elas são um componente fundamental do conjunto de habilidades necessárias para ter sucesso em um determinado campo de atuação.

 

A Identificação das Soft Skills

 

Identificar soft skills em indivíduos pode ser um processo abrangente e multifacetado.

Desde a entrevista dos candidatos é possível realizar perguntas que solicitem exemplos específicos de situações em que é necessária a utilização de uma soft skills relevantes. Por exemplo, perguntar sobre situações de resolução de conflito com um colega ou no atendimento ao cliente, onde nessa situação a comunicação assertiva deve sobressair.

Outro ponto chave para a identificação das soft skills, são os testes de avaliação comportamentais. Existem várias ferramentas e testes disponíveis projetados para avaliar soft skills. Esses testes podem incluir questionários, avaliações comportamentais e exercícios práticos que ajudam a identificar as habilidades interpessoais de um indivíduo.

Assim também como a observação direta, avaliações de desempenho e feedback, são outras formas de identificar os perfis de cada colaborador e criar uma equipe onde as habilidades interpessoais de cada indivíduo seja somada para o sucesso da equipe.

Ao combinar várias dessas estratégias, os empregadores e gestores podem obter uma visão abrangente das soft skills de um indivíduo, o que pode ajudar na tomada de decisões de contratação, atribuição de tarefas e desenvolvimento de equipe eficazes.

 

Soft Skill e a governança da dados

 

No contexto da governança de dados, onde a qualidade, segurança e a disponibilidade das informações são imperativos, a importância das soft skills torna-se ainda mais evidente. Profissionais encarregados de liderar iniciativas de governança de dados não só precisam de conhecimento técnico sólido em áreas como gerenciamento de dados e segurança da informação, mas também devem possuir habilidades interpessoais como comunicação eficaz, empatia e liderança.

Essas habilidades são essenciais para construir relacionamentos de confiança com stakeholders e garantir o engajamento contínuo em toda a organização.

 

Conclusão

 

Ao reconhecer a importância tanto das soft skills quanto das hard skills na formação de equipes de excelência, as organizações podem promover uma cultura de inovação, colaboração e crescimento sustentável. Portanto, ao montar uma equipe ou selecionar líderes, é imperativo priorizar não apenas a expertise técnica, mas também as habilidades comportamentais que promovem a sinergia e a eficácia coletiva. Afinal, é muito mais fácil aprimorar habilidades técnicas do que mudar comportamentos arraigados ao longo da vida.

Compreender a origem, definição e importância das soft skills e hard skills é fundamental para o sucesso individual e organizacional. Ao desenvolverem equipes que combinam competências técnicas sólidas com habilidades comportamentais excepcionais, as empresas podem enfrentar os desafios do mercado atual com confiança e determinação, alcançando novos patamares de sucesso e realização.

Ficou com alguma dúvida? Consulte um advogado (clique em ‘fale conosco‘ ou converse conosco via WhatsApp).

Clique aqui e leia mais artigos escritos por nossa equipe.

 

Autora

 

Priscila Messias Andrioli. Analista de pessoas e Cultura Institucional. Técnica em Serviços Jurídicos.  MBA executivo em consultoria e planejamento empresarial (Facesita)

 

Referências

 

Power Skills: As Habilidades-chave Para Destravar Seu Potencial Máximo, De Blaschkauer, Dafna. Editora Gente 

Mindset: A nova psicologia do sucesso, De Carol S. Dweck

 

Compartilhar

Outras postagens

valuation

Liquidação de Quotas Sociais de Sociedades Empresárias: Critérios para a Adequada e Justa Valoração da Empresa (“valuation”).

Este artigo abordará os aspectos jurídicos, práticos e de “valuation” para a liquidação de quotas sociais em sociedades empresárias no Brasil, com base, principalmente, na jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e nos critérios práticos recomendados para a valoração das empresas.

A liquidação de quotas sociais em sociedades empresárias é um processo complexo que envolve aspectos jurídicos, contábeis, financeiros, operacionais, entre outros critérios técnicos para o devido “valuation”.
Este artigo buscará aprofundar o entendimento sobre o tema, considerando, sobretudo, os parâmetros básicos a partir da jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e os métodos específicos de levantamento do valor real de mercado das empresas.

reequilíbrio contratual

Contratos de Apoio à Produção da Caixa Econômica Federal e o Direito ao Reequilíbrio

A legislação, como se percebe, oferece algumas saídas em caso de eventos imprevisíveis que afetem as condições contratuais. Por um lado, é possível a resolução do contrato por onerosidade excessiva, mas se pode pleitear a modificação equitativa das cláusulas contratuais. O mercado imobiliário, após dois anos de severas dificuldades, dá sinais de que pode retomar seu crescimento. Por outro lado, a insegurança jurídica decorrente de situações que se alastram desde a pandemia é um repelente de potenciais clientes e investidores. A legislação brasileira oferece mecanismos suficientes para rever contratos firmados anteriormente e que tenham sido afetados pela alta dos insumos da construção civil. Por isso, a elaboração de uma estratégia jurídica sólida é fundamental para a manutenção dos investimentos e continuidade de empreendimentos.

Pacto Global da ONU

Barioni e Macedo e uma Nova Era Corporativa: O Compromisso Exemplar do Pacto Global da ONU

A decisão em aderir ao Pacto Global da ONU foi uma extensão natural do nosso compromisso de transformar positivamente a vida de pessoas e empresas, além de contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais próspera e justa reconhecendo a importância da ética, da responsabilidade e da boa governança corporativa. Ao aderir ao Pacto Global, o escritório se compromete a promover os direitos humanos, o trabalho digno, a proteção ambiental e a transparência, valores fundamentais que estão alinhados com nossa missão de contribuir para o bem-estar social e o respeito aos direitos individuais e coletivos. Nossa missão e valores vão ao encontro com o Pacto Global da ONU, demonstrando que estamos alinhados com os padrões internacionais de sustentabilidade, responsabilidade social e corporativa. Todos da equipe Barioni e Macedo tem como objetivo a construção de um mundo mais justo, inclusivo e sustentável.

Enviar mensagem
Precisa de ajuda?
Barioni e Macedo Advogados
Seja bem-vindo(a)!
Como podemos auxiliá-lo(a)?